José Guaracy Fraga

[…] Transbordante de idéias, não se contém em si mesma. Há várias Zoravias no ar, outras tantas sob a superfície. Nelas, ora predomina contundente atividade social; ora prepondera vital performance artística. De vez em sempre tudo se mistura. Desse redemoinho interno, surgem ondas de inquietação – abrasivas ou até refrescantes-, que questionam momentos e movimentos da sociedade. Que se transformam enquanto grava, tece ou pensa. Às vezes, viram tsunamis de indignação contra os empulhadores; noutras, se tornam marolas de poesia na direção dos sensíveis. […]

José Guaracy Fraga

2006

VOLTA