Francisco Bittencourt

[…] Do ponto de vista histórico, Zoravia Bettiol é uma das pioneiras da nova tapeçaria brasileira, essa mesma tapeçaria que começa agora a correr mundo e a ser reconhecida como uma das manifestações da nossa criatividade. Na luta desse pequeno núcleo para fazer valer os pontos de vista de contemporaneidade sobre o espírito amadorístico, Zoravia Bettiol assume uma posição avançada com sua incansável capacidade de pesquisa e um trabalho constante de renovação e de busca de materiais mais apropriados e condimentes com a atualidade e o Brasil.
A participação da artista em tantas mostras nacionais e internacionais ao longo desta última década vale como um testemunho de suas posições renovadoras em relação à tapeçaria. […]

Francisco Bittencourt
Rio de Janeiro, 1979

VOLTA